[Ubuntu-BR] fsck - Entendendo o seu funcionamento

Wagner De Queiroz wagnerdequeiroz em gmail.com
Segunda Abril 17 11:52:42 UTC 2017


Prezado Luciano, tudo depende do valor dos dados ser maior que o valor da
midia do disco em si. O que eu recomendaria era arrumar um segundo disco de
igual capacidade ou maior, dar boot por pendrive e fazer uma imagem do
disco no segundo hd e tentar fazer a recuperação de dados na cópia.

*Motivos para isso:*

1. Preserva seu disco, quanto menos mexer na vitima, melhor
2. Se falhar na cópia, vc pode fazer novamente a cópia e tentar outro método
3. Se o disco origem tem problemas físicos, mandar para uma empresa
especializada em recuperação de dados será bem efetivo, pois você não esta
tentando recuperar um erro que pode se tornar catastrófico.
4. Sua consciência vai me agradecer pela paz de espirito
5. Você vai aprender um bocado.

A cópia do disco pode ser feita com o comando dd
dd if=/dev/sda1 of=/mnt/segundoHD

E depois disso, voce pode usar as ferramentas de recuperação de dados em
cima da cópia. O comando dd é demorado e não informa nada, não se assuste,
aprenda a usa-lo, execute e saia para uma "chavena de chocolate".

Sobre o superbloco, vou te dar um link da IBM que pode lhe interessar, leia
o link inteiro que o superbloco ficará mais fácil de entender.

https://www.ibm.com/developerworks/br/library/l-linux-filesystem/

Espero ter ajudado, pois eu faço assim por aqui, apesar de ser mais
demorado, a segurança e a garantia de recuperar os dados é maior.

Em 17 de abril de 2017 08:22, luciano de souza <luchyanus em gmail.com>
escreveu:

> Caros,
> Um colega recebeu a seguinte mensagem ao tentar montar o seu disco:
> mount: /dev/sda1: can't read superblock
>
> No Google, fiquei a saber que uma das possíveis soluções seria:
> sudo fsck -y /dev/sda1
>
> Como há um bocado de coisa preciosa em sda1, tenho a cautela de
> perguntar o que precisamente fsck faz.
> Imagino que percorra as trilhas do disco e, então, atue para corrigi-las.
> Mas há este "-y". Ele serve para responder com "sim" a todas as perguntas.
> Bom, o meu amigo, como eu, não possui conhecimentos técnicos de Linux,
> então, não adiantaria omitir o "-y" e deixar que o sistema faça
> perguntas que não se saberia como responder.
> De qualquer modo, pergunto-lhes se há alguma possibilidade de que o
> fsck, não conseguindo reparar o disco, formate-o para colocá-lo de
> novo em funcionamento.
> De fato, gostaria que o fsck fizesse a checagem mais completa
> possível, mas sem pôr em maior risco do que os dados hoje já estão.
> O que me dizem? Pode-se rodar este comando com a confiança de que, se
> dados não forem recuperados, tampouco serão perdidos?
> --
> Luciano de Souza
>
> --
> Mais sobre o Ubuntu em português: http://www.ubuntu-br.org/comece
>
> Lista de discussão Ubuntu Brasil
> Histórico, descadastramento e outras opções:
> https://lists.ubuntu.com/mailman/listinfo/ubuntu-br
>



-- 
Wagner de Queiroz
Be free with Linux


Mais detalhes sobre a lista de discussão ubuntu-br