[Ubuntu-BR] Criando 'pontos de restauração' no Linux! (muito bom!)

Welington R. Braga welrbraga em gmail.com
Domingo Novembro 28 20:33:07 UTC 2010


Em 26 de novembro de 2010 12:24, Sidney <slinstj em gmail.com> escreveu:
> Quem nunca precisou disso?
> É um recurso realmente necessário e tem a ver com o versionamento do /etc.
>
> Quem desejar saber como é feito, visite o link abaixo. A fonte da informação
> é a própria IBM.
> Se desejar, participe do grupo e compartilhe conhecimento deste excelente
> versionador: o Git.
>
> Link:
> http://groups.google.com/group/git-scm-br/browse_thread/thread/d730fae2d477233?hl=pt-BR
>
> Sidney Lins

Eu já tinha lido alguns textos a respeito desta técnica, usando outros
sistemas de controle de versão como o Bazaar, Subversion e até mesmo o
quase falecido CVS. É uma técnica bastante interessante mas ela não
faz muitos milagres, dependendo da situação seria interessante incluir
o /var e até mesmo o /usr neste controle de versionamento também.

Mas vendo por este lado você acabaria versionando toda a raiz do seu
sistema o que embora seja legal, seria uma concepção utópica então o
melhor seria colocar o seu sistema em um volume lógico do LVM e usar o
recurso de snapshot para criar "instantâneos" do seu sistema. Mas isso
é história para pelo menos dez engradados de cerveja e muitas
azeitonas. Não que eu queira dizer que este seja um método ruim de se
proteger de um eventual problema de configuração, mas ele não será a
salvação para todos os seus problemas, então não confie demais nele.

Ainda assim se ele atender bem as necessidades de alguém uma sugestão
legal que eu deixo é e de substituir todas as ferramentas de
instalação de pacotes (apt-get, aptitude, synaptic, dselect etc) por
um script que executasse o git fazendo a sua "fotografia" e só então
chamasse o executável real. Isso efetivamente criaria um ponto de
restauração anterior a instalação de algum pacote que cause problemas
ao sistema.

E por fim, o script que chama o git a partir do cron poderia ainda
verificar se alguma daquelas ferramentas estão em execução e neste
caso não executar git evitando assim que um ponto de restauração
"incompleto" seja criado.

No mais, acho que a ideia é valida. Só não esqueçam que backup de tudo
é importante também.

-- 
Welington Rodrigues Braga
--------------
Web: http://www.welrbraga.eti.br
MSN: welrbraga[*]msn·com
Gtalk: welrbraga[*]gmail·com
Yahoo / Skype:  welrbraga
PGP Key: 0x6C7654EB
Linux User #253605

"Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém
não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém
não destruídos;" - 2Co 4:8,9




More information about the ubuntu-br mailing list