[Ubuntu-BR] Acesso discado

Andre Cavalcante andre.d.cavalcante em gmail.com
Segunda Outubro 2 15:12:26 UTC 2006


Em 01/10/06, Thadeu Penna <tjpp em if.uff.br> escreveu:
>
> Aldo Nogueira wrote:
> > Já tinha pensado nisso e concordo. Se eu não tivesse instalado banda
> > larga, não usaria Ubuntu e sim Debian que tem vários CDs. Aliás, era
> > esse que eu usava antes.
> >
> > Acho que deveriam ter CDs extras disponíveis. Em particular com
> > drivers proprietários. Sou contra software proprietário, mas ainda são
> > necessários para viabilizar o uso do sistema.
> >
> > Por outro lado, existem distribuições para todos os gostos. Essa é
> > assim, meio elitista mesmo.
> >
> > Que acham?
> >
> >
> > Aldo
> >
> > 2006/9/30, j. alvaro pinheiro <javaesrj em gmail.com>:
> >> Positivamente o ubuntu não é pra quem tem acesso discado. Na verdade o
> >> ubuntu é um SO extremamente excludente. Foi feito e pensado tão
> >> somente pra quem tem banda larga e o pior -ironia do destino- quando
> >> vc pede ajuda nos foruns da vida te mandam baixar sl-modem, source,
> >> etc. Mas como? Se vc não tem internet. É preciso se repensar o ubuntu.
> >> Não acredito , que quer seja na África do Sul quer seje no Brasil, que
> >> a banda larga seje o meio de conexão dominante entre os internautas.
> >> Estou a semanas tentando fazer funcionar um smartlink. É um verdadeiro
> >> parto.
> >>
>
>
> Primeiro: ubuntu é distribuição. O kernel é Linux e grnade parte das
> aplicações é GNU.
> Segundo: é provável que o Windows não tenha o driver do seu modem. Quem
> tem e distribui é o fabricante do modem e/ou da placa da mãe (isto pouco
> importa para o usuário). Ou seu montador instala o Windows e os drivers
> do CD ou você mesmo faz isto. Portanto, quem é excludente é o fabricante
> do seu equipamento que não disponibiliza drivers para outros sistemas
> operacionais e provavelmente se recusa a fornecer as informações para os
> desenvolvedores do Linux. Ela não distribui as informações por segredo
> industrial, ao passo que algumas micro-empresas como a Intel e a Matrox
> (pelo menos antigamente) não ligam para isto e  fornecem as informações
> necessárias e ajudam no desenvolvimento dos drivers.
>
> Distribuições linux que distribuem drivers proprietários podem estar
> passando por cima de algumas regras (semelhantes as que impedem o Ubuntu
> de distribuir mp3). Isto também pouco importa para o usuário, mas bom
> colocar a culpa em que é devida.


Ok, Thadeu, o linux é um distro e as pessoas necessitam saber que o problema
de não se conectarem por linha discada é problema do fabricante e não do SO.
Mas ainda não resolve. Mesmo para quem conseguiu se conectar, não dá pra
deixar baixando 180M de atualizações só para fazer o sistema ficar redondo,
com uma linha discada. Isso depois de o usuário instalar o Download for X
antes, por que, se não, vai ter que se contentar em usar wget na linha de
comando. Provavelmente quando a pessoa terminasse, já estaria na hora de
atualizar a distro (+- uns 6 meses). Com alguns CDs a mais, ou um DVD a
gente poderia resolver muitos problemas.

A propósito estou tentando instalar e atualizar o ubuntu em casa. Em casa só
tenho discada e com qualidade péssima, portanto não dá pra baixar coisas de
lá. Tô tentando fazer o seguinte: pegar do ubuntu do trabalho os .deb e
instalá-los em casa via dpkg. Até aí nenhum problema, exceto que no ubuntu
do trabalho foi dado apt-get clean e aí o cache de pacotes foi limpo e agora
vou ter que baixar todos os pacotes novamente. Tudo bem, no trabalho tenho
banda larga. Deixo a noite baixando e em uns três dias, no máximo tenho um
CD pronto. O problema é que não tenho a mínima idéia de como baixar
novamente os pacotes (e as dependências) dos programas que já estão
instalados na máquina e com a última versão. Postei a dúvida no fórum já a 3
dias e ainda não houve solução para o caso.

André Cavalcante
Manaus, AM,



More information about the ubuntu-br mailing list