[Ubuntu-BR] (OT) - linux deve royalties a microsoft???

roberto.blatt em gmail.com roberto.blatt em gmail.com
Terça Novembro 21 18:30:13 UTC 2006


Olá Antonio: agradeço sua mensagem, que considero esclarecedora.
Ademais, informo que essa mensagem não é minha: eu a encontrei num bolg e
copiei prá cá. É de um tal de evandrofisico, que não conheço, mas achei
importante averiguar.
Aparentemente a microsoft não tem motivos para retardar uma ação jurídica,
mas e se ela estiver usando uma estratégia que consiste em primeiro tentar
coagir e só depois processar?
Veja, estou apenas especulando.
De todo modo, parece que o evandrofisico se equivocou ao dizer que há coisas
da microsoft no kernel do linux, certo?
ok então.

2006/11/21, Antonio Fonseca <antonio.fonseca em gmail.com>:
>
> Roberto,
>
> Sou obrigado a discordar. Acho que ninguém está "confundindo as bolas" com
> o
> caso da SCO. Pra dizer a verdade você é a primeira pessoa que eu vejo
> fazendo essa relação direta e olha que o assunto me interessa e tenho
> acompanhado de perto, lido muito mesmo a esse respeito.
>
> O Linux está sendo desenvolvido desde 1991 e até a presente dada a
> Microsoft
> não foi capaz de apontar uma única patente dela que esteja sendo
> infringida
> por ele.
>
> Aqui cabe uma referência muito específica em relação ao caso da SCO x IBM,
> até a presente data também a SCO tenta provar que o Linux possui código
> não
> licenciado do UNIX (marca sob a qual ela possui os direitos) sem nenhum
> sucesso. Sabe por quê? Porque não possui, é simples assim.
>
> Por que será que a Microsoft não consegue "dar nomes ao bois" em relação
> aos
> abusos que ela acusa o Linux e toda a comunidade de usuários e
> desenvolvedores de software livre de estarem cometendo contra ela? Quem
> sabe
> porque ela sabe que não consegue sustentar uma acusação dessas em um
> tribuinal e que também não seria nada inteligente iniciar uma guerra que
> ela
> não tem certeza que pode vencer.
>
> Nem mesmo seria algo inteligente do ponto de vista das relações da empresa
> com a indústria de TI como um todo e com a opinião pública.
>
> Tecnologias como SAMBA e o suporte aos FAT32 e NTFS são soluções
> desenvolvidas para compatibilidade entre sistemas diferentes e não como
> cópias de qualquer produto da Microsoft. São todas desenvolvidas com
> software 100% livre, escrito do zero através de engenharia reversa. Uma
> prova disso em relação ao SAMBA é que até Andrew Tridgell (seu criador) já
> foi convidado para depor em um tribunal da Comunidade Européia no caso
> contra a Microsoft e suas práticas abusivas e anti-competitivas.
>
> A empresa de Redmond é acusada de não fornecer informações suficientes
> para
> outras empresas possam desenvolver produtos compatíveis com seu sistemas
> operacional Windows.
>
> Nesse assunto específico sobre a falta de documentação o que dificulda a
> compatibilidade de outros sistemas e softwares (não somente o Linux) com
> SMB/CIFS e Active Directory (não estou falando de acesso ao código fonte -
> é
> consenso na comunidade de desenvolvedores que ninguém deseja ter acesso ao
> código-fonte de qualquer produto da Microsoft) tive a oportunidade de
> discutir o assunto com o Roberto Prado (Microsoft - blog Porta 25) e ele
> me
> confirmou que esse realmente é um assunto difícil e delicado para
> Microsoft
> pois liberar informações para melhorar a compatibilidade do Windows com
> outros sistemas pode diminuir as vantagens da empresa em relação a
> concorrência e essa medida certamente não agradaria seus acionistas.
>
> Pra finalizar, você realmente acha que uma corporação voraz como a
> Microsoft
> deixaria passar em "brancas nuvens" uma séria ameaça a seus negócios se
> ela
> realmente tivesse munição pra deter essa ameaça?
>
> Eu penso que sabedora disso a Microsoft prefere trabalhar articulando uma
> maneira, não importa o quão elaborada, dissimulada ou complicada ela seja,
> para materializar seus factóides em relação às ameaças que o Linux
> representa (para ela).
>
> Você já ouviu falar de FUD e Embrace and Extend?
>
> Abraço,
>
> ASF
>
> On 11/21/06, roberto.blatt em gmail.com <roberto.blatt em gmail.com> wrote:
> >
> > Olha, eu, ao contrário, ainda quero argumentos fortes e não posições
> > emocionais.
> > Por exemplo, esse post:
> >
> > "Código não, mas...<
> >
> http://br-linux.org/linux/novell-diz-que-discorda-do-discurso-de-ballmer-mas-mantem-opiniao-de-que-acordo-com-a-ms-e-extraordinario#comment-55122
> > >
> > Publicado por evandrofisico em Ter, 2006-11-21 13:10.
> >
> > Muita gente está confundindo a ação atual da microsoft com a da sco. No
> > caso
> > da SCO de dizia que existia código UNIX propietário da SCO no GNU/Linux,
> o
> > que é uma mentira deslavada, e a Microsoft alega que existem tecnologias
> > (e
> > não código-fonte) patenteadas no GNU/Linux
> >
> > A questão é que o GNU/Linux está *sim* cheio de patentes da Microsoft.
> Ou
> > você acha que não deve existir uma patente sobre o protocolo SMB? ou
> sobre
> > fat32, ntfs? é esse o tipo de coisa que é vital para interoperabilidade
> > onde
> > não consta uma implementação prévia (prior art) pois são Criações da MS
> > (pelo menos em princípio) que estão junto a nossos programas e inclusive
> > no
> > kernel.
> >
> > Esse perigo já é conhecido há anos, mas somente depois de as outras
> > estratégias não darem os resultados desejados a MS resolve ir a briga
> > judicialmente, o que certamente vai ser prejudicial ao desenvolvimento
> > open-source de forma geral."
> >
> > Isso tem algum fundo de verdade?
> > inclusive no kernel???
> >
> >
> >
> >
> > 2006/11/21, Gleidson Lacerda <gleidsonlm em gmail.com>:
> > >
> > > nossa... li muita coisa bem documentada nesse "cliping"!
> > >
> > > acho que além da estratégia do medo de Ballmer temos a estratégia das
> > > correntes mágicas do Bill.
> > > é nessa horas que meu esforço de não xingar eles enfraquece...
> > >
> > > Todos nos tentamos ser pessoas racionais, equilibradas, mas o esforço
> da
> > > corporação em escravizar as pessoas com a idéia de mundo perfeito
> deles
> > > mata
> > > qualquer um do coração. As práticas, gestos e palavras não são nada
> > menos
> > > que odiosas.
> > > --
> > > ubuntu-br mailing list
> > > ubuntu-br em lists.ubuntu.com
> > > www.ubuntubrasil.org
> > > https://lists.ubuntu.com/mailman/listinfo/ubuntu-br
> > >
> >
> >
> >
> > --
> > Eis meu diário de leitura:
> >
> > http://prototeorias.blogspot.com
> >
> > o livro do momento é "Humano, Demasiado Humano",
> > do Nietzsche. Se você se interessa dê uma olhada
> > nos aforismas que selecionei e apresente suas
> > interpretações.
> > --
> > ubuntu-br mailing list
> > ubuntu-br em lists.ubuntu.com
> > www.ubuntubrasil.org
> > https://lists.ubuntu.com/mailman/listinfo/ubuntu-br
> >
> --
> ubuntu-br mailing list
> ubuntu-br em lists.ubuntu.com
> www.ubuntubrasil.org
> https://lists.ubuntu.com/mailman/listinfo/ubuntu-br
>



-- 
Eis meu diário de leitura:

http://prototeorias.blogspot.com

o livro do momento é "Humano, Demasiado Humano",
do Nietzsche. Se você se interessa dê uma olhada
nos aforismas que selecionei e apresente suas
interpretações.



More information about the ubuntu-br mailing list